O CNAB presta uma sincera homenagem a Victor Brecheret (1894-1955), um renomado escultor que deixou uma marca indelével na história da arte brasileira e foi um dos pioneiros na introdução da arte moderna na escultura do país.

Nascido na Itália e órfão de mãe aos dez anos de idade, Victor foi criado pelo tio Enrico Nanni, que emigrou para o Brasil, levando consigo o jovem talentoso. Desde cedo, sua paixão pela escultura o levou a ingressar no Liceu de Artes e Ofícios aos 18 anos. Sua determinação e talento o levaram a Roma, onde passou cinco anos aprimorando suas técnicas escultóricas antes de retornar ao Brasil em 1919 e estabelecer seu próprio ateliê.

Amigo próximo de figuras proeminentes da cena cultural brasileira, como Di Cavalcanti, Mário de Andrade, Menotti Del Picchia e Oswald de Andrade, Victor Brecheret desempenhou um papel fundamental na disseminação da arte moderna no Brasil. Mesmo estando fisicamente distante durante a Semana de Arte Moderna, Victor participou do evento enviando vinte de suas esculturas para serem exibidas no Teatro Municipal de São Paulo, demonstrando seu apoio entusiástico ao movimento modernista.

Entre suas obras mais aclamadas está o Monumento às Bandeiras, localizado no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, uma representação imponente e emblemática da história e cultura do Brasil.

Neste momento de homenagem, o CNAB celebra o legado de Victor Brecheret e sua contribuição significativa para o desenvolvimento da escultura moderna brasileira. Que sua visão artística e sua dedicação à inovação continuem a inspirar e encantar as gerações futuras de artistas e amantes da arte.